Pesquisa de imóveis avançada

Pesquisar Cancelar
Fim do prazo dos contratos de arrendamento preocupa inquilinos

Fim do prazo dos contratos de arrendamento preocupa inquilinos

25 jan 2017
Os inquilinos estão preocupados com os respetivos contratos de arrendamento, nomeadamente aqueles que estão à beira de ver os mesmos chegarem ao fim. Isto porque, devido ao coronavírus, estão impedidos de procurar uma nova habitação. Um problema, de resto, que já chegou ao gabinete da secretária de Estado da Habitação, Ana Pinho, e da Presidência da República.   “Considerando que, neste período de isolamento social, não é aconselhável procurar novo local para habitação, o que irá acontecer a estas famílias quando terminar o seu contrato de arrendamento?” Esta pergunta foi enviada para a Secretaria de Estado da Habitação, para a Presidência da República e para os grupos parlamentares da Assembleia da República, com o intuito de alertar para este problema, escreve o Público.    Citado pela publicação, o subscritor da mensagem enviada à tutela da Habitação, cujo contrato de arrendamento terminar em março, disse que os empresários e as famílias “estão a ter grandes perdas de rendimentos”. “Mas os proprietários continuam a receber as suas rendas. Só pedimos ao Governo e à Assembleia que pense também nestes casos”, apelou.   Para Luís Lima, presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), os proprietários têm de ter “juízo”, de forma a não colocarem os seus inquilinos nestas situações. “Não há ninguém à procura de casas, não há visitas a imóveis para ninguém. As pessoas estão em casa, em isolamento. Os mediadores têm a porta aberta, mas não há trabalho nenhum a fazer”, comentou.   De acordo com o responsável, “não se fazem vendas de casas nem contratos de arrendamento por visitas virtuais”. “E os proprietários dos imóveis também não estão para receber visitas. Nos próximos meses não há negócio. Temos um grande problema pela frente, mas por agora só podemos esperar que esta pandemia passe, e que passe rápido”, afirmou. 
Galeria de Imagens
Gostou desta notícia Partilhe esta notícias nas redes sociais