Pesquisa de imóveis avançada

Pesquisar Cancelar
Moratórias de crédito prolongadas por mais seis meses - até setembro de 2021

Moratórias de crédito prolongadas por mais seis meses - até setembro de 2021

25 set 2020

O Governo aprovou o prolongamento por mais seis meses, até 30 de setembro de 2021, da moratória que permite suspender o pagamento das prestações dos empréstimos bancários, seja para empresas ou para particulares, nomeadamente do crédito à habitação. A decisão foi tomada em Conselho de Ministros e anunciada esta quinta-feira (24 de setembro) pelo ministro da Economia, Pedro Siza Vieira.

Recorde-se que as moratórias bancárias, que suspendem o pagamento das prestações dos empréstimos (capital e/ou juros), já tinham sido alargadas pelo Executivo até 31 de março de 2021, tendo agora o Governo dado uma “folga extra” de seis meses às famílias e às empresas. 

“As medidas excecionais de proteção dos créditos das famílias, empresas, instituições particulares de solidariedade social, e demais entidades da economia social, passam a vigorar até 30 de setembro de 2021”, refere o comunicado emitido no final do Conselho de Ministros, que também decidiu prolongar até 14 de outubro a declaração de situação de emergência em todo o país.

No que diz respeito às famílias que já beneficiam de moratórias, nomeadamente as que abrangem os créditos à habitação e os créditos para financiamento de despesas de educação, além da suspensão do pagamento das prestações, ficam também isentas do pagamento de juros até 30 de setembro de 2021. 

Gostou desta notícia Partilhe esta notícias nas redes sociais